terça-feira, 11 de outubro de 2011

Há Três Anos Navegando - 10/10/2013



 
O homem, como ser antropológico, evolui e interage no “universo” limitado por sua compreensão, mas os mistérios das dimensões do tempo e do espaço são infinitos, razão pela qual ele vive em permanente conflito, mas esse jugo é tão real que está além de nosso entendimento e do que afirmam os ramos do pensamento filosófico... ...Por isso, mesmo na simplicidade de sua existência, O Portal não se afasta daquilo que estabeleceu em 10 de outubro de 2010... ...firmando a compreensão de como é contraditória a evolução de nosso conhecimento!  
 

Hoje, passados mais 365 dias, nada mudou daquele propósito, mas mudou o “propositor”, que acrescentou com o aperfeiçoamento de seu saber, com melhor compreensão dos meandros do “fenômeno Internet” ao constatar que ela é a “unidade” de mídia mais "orgânica" da comunicação, se constituindo no maior instrumento de difusão do comportamento do homem na sociedade atual, daí sua importância e perigo que transcendem propósitos nobres numa sociedade em perene conflito... 
 

È com essa compreensão que há três anos este Blog segue seu caminho, procurando se expressar entre as pontas de seu tempo e espaço; muitas vezes sendo obrigado a se refugiar na poesia para se libertar das amarras da razão, quando se sente preso à realidade do “naturealismo” que o sufoca. 
 

É com a liberdade que a poesia proporciona, que O Portal, como um corcel alado e selvagem, na soberba de sua indomável rebeldia, voa sobre mares, nuvens, florestas – ou selvas de pedra –, pradarias, colinas, trigais, jardins e campos serenados pelo orvalho das manhãs, rumo a seu futuro e talvez vá tão longe, que ultrapasse meus espaço e tempo e espalhe, com suas asas, o pó levantado por seu tropel. 
 

Mas se isso ocorrer, já um tanto além, no inexorável dessas dimensões, estarei na irreversibilidade do eterno, enquanto esse corcel, já tendo ultrapassado os meus, ultrapassará, também, os seus limites… ...quando... …passando do voo ao galope... ...e deste ao trote trôpego… …chegará ao seu momento de tombar inerte!… Então, estarão cumpridas nossas jornadas...  
 

Por isso é que, na maior parte de meu tempo e espaço, divorciado da razão, me deixo tomar pelo bater mais forte do coração, pelo utópico, mesmo ouvindo o cutucar desse meu lado naturealista: Volta!... Volta bobão... Volta para a realidade!... 
 

Mas eu não volto e insisto, indiferente a esses apelos, dedilhando sobre o subtrativo da mistura de cores do ébano de um teclado, na esperança de que um momento mágico, como o toque de um condão, faça com que dessa abstração surja o arco-íris que nos conduza ao Pote do realismo, da lógica e da razão... ...aguardando que esse sonho se materialize... ...Quem sabe, ao certo, aonde um sonho pode nos levar!...
  

10 de outubro de 2013. 
 

Delmar Fontoura

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~//~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Há Dois Anos "Navegando"...








Imagem da VEJA.com
E se fez justiça!...

Neste 10 de outubro de 2012, O Portal se sente recompensado ao ver confirmado seu ideário... ...pois:

...Quem navega à deriva
sabe que há vida além dos mares nos mapas
além das bússolas, astrolábios, diários de bordo
além das lendas dos monstros marinhos, dos mitos

quem navega à deriva
acredita que há nos mares miragens, portos
inesperados, ilhas flutuantes, botes e salva-vidas
água potável, aves voando sobre terra, vertigem

quem navega à deriva
aprende que há mares dentro do mar à vista
profundidade secreta, origem do mundo, poesia
escrita cifrada á espera de quem lhe dê sentido

quem navega à deriva
se perde da costa, do farol na torre, dos olhares
atentos, dos radares, das cartas de navegação
imigra para mares de imprevista dicção.


 Navegação à Deriva

De: Marcus Vinicius Quiroga.





~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~//~//~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~



A 10 de outubro de 2010 eu dizia que estava iniciando nova experiência ao criar o Blog J. P. Fontoura ancorado no http://jpfontoura.blogspot.com/, que, recém nascido, nem banho havia tomado, mas já falava e diz a que vinha...

Comprometia-me ser um preceptor zeloso, orientando-o no caminho "das verdades", não sabendo se conseguiria, pois não éramos e não somos perfeitos...

Sabia, com certeza, que O Portal seria um tagarela, diria coisas sobre o ser humano, “seu's universo's" e suas interações com a Natureza.

Afiançava que “ele” seria: digno, ético e uma voz em defesa das liberdades, dos direitos e deveres individuais e coletivos na Sociedade Moderna, mas sem esquecer suas origens.

Dizia, por fim, que O Portal não seria um parlapatão, mas tonitruante em defesa de uma "DEMOCRACIA” autêntica em que o Povo continuasse sendo “SOBERANO”.

Hoje, passados 365 dias, nada mudou daquele propósito, mas mudou o “propositor”, que acrescentou com o aperfeiçoamento de seu saber, com melhor compreensão dos meandros do “fenômeno Internet” ao constatar que ela é a “unidade” de mídia  mais "orgânica" da Comunicação, se constituindo no maior instrumento de difusão do comportamento do ser social, daí sua importância e perigo que transcendem propósitos nobres em uma sociedade em desenvolvimento como a nossa... 

Mas o melhor dessa experiência foram as pessoas que O Portal recebeu, o calor humano, que aqui deixaram, representado pela chama da esperança,  fogo que devemos manter flamejante, um dos símbolos do Blog!...

Aos amigos virtuais: 
- Paulo Magalhães,
- Selma Barcellos,
- Liziê Moz Correia,
- Helder Melo,
- Márcia Barcellos,
- Anderson dos Santos,
- “Luna Blanca”.

À Filha:
- Maria Alice.

Ao sobrinho:
- Derli Baltasar.

- Quero deixar uma especial menção a Hugo Caldas pela compreensão que demonstra ao postar textos do O Portal em seu Blog, Unlimited;

- Meu agradecimento, também, ao Google, por essa oportunidade.

 A todos, deixo expressa, em Prosa e Verso, a essência do O Portal:

As circunstâncias, às vezes, me embargam a voz, mas não a ética de meu pensamento, que, livre, se expressa através de minhas mãos como nos singelos versos clamados abaixo:
O Tempo me limita as "armas",
que só o breu teclado representa
em textos que em desespero
clamo, grito, mas ninguém atenta!...

Quero meu clamor esvoaçar e
dessa minha inquietude aquilo,
que, aqui em silêncio, grito e
nem em eco consigo ouvi-lo!...

Não quero tombar covarde,
nem nome cinzelado em lousas,
só quero ao clamor dar asas e
ecoar essas "miles" cousas!...













 
                                               Obrigado, 

                           Delmar Fontoura


10 comentários:

  1. Grande Delmar!

    Que seu Portal, sempre tão lúcido, aguerrido e inspirado possa comemorar muitas primaveras.

    O presente será sempre nosso, acredite.

    Abraço afetuoso,

    Selma

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Última postagem de tio Delmar (Delmar Joaquim Paim Fontoura), em 12 de março/2014. Logo após esta data, foi internado no Hospital Mãe de Deus, vindo a falecer em 05 de abril de 2014, sepultado no Cemitério São Miguel e Almas, dia 6, domingo. Tio Delmar nos deixou, todavia, ficaram suas realizações: Escritor, Poeta, Comentarista Político, titular do Blog www.jpfontoura.blogspot.com, desde 2010, conforme seu relato (10/10/2010). Deixa exemplos de honestidade, retidão em seus procedimentos, apego à família e extremamente dedicado ao seu trabalho, quando atuava, até se aposentar, no Departamento Municipal de Limpeza Urbana (DMLU), de Porto Alegre. Órfão desde os oito anos, soube enfrentar as adversidades da vida, com muita garra, tendo tido, até os 37 anos, apoio incondicional de seu pai Dorval Fontoura. Formou-se na Faculdade de Administração, tendo atingido todos os cargos possíveis, em sua carreira, no DMLU. Faleceu aos 78 anos, deixando a prantear-lhe Iolete Saraiva Fontoura, esposa em Segundas Núpcias, Maria Alice, filha do primeiro casamento com Elza, uma neta (filha de Maria Alice), enteados, primos, sobrinhos, cunhada, amigos e muitos parentes em várias partes do estado. Sentidos pêsames a toda a família de Delmar Joaquim Paim Fontoura. Do sobrinho, com quem tio Delmar mantinha permanente contato, Derli Baltasar Castagna Paim - São Leopoldo (Delmar era o irmão mais novo de meu pai Euclides)

      Excluir
  2. Caro Delmar
    No momento em que esses 365 dias de trabalho árduo se configuram no sucesso que é O Portal, receba do amigo aqui em cima o meu melhor abraço. Hugo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Última postagem de tio Delmar (Delmar Joaquim Paim Fontoura), em 12 de março/2014. Logo após esta data, foi internado no Hospital Mãe de Deus, vindo a falecer em 05 de abril de 2014, sepultado no Cemitério São Miguel e Almas, dia 6, domingo. Tio Delmar nos deixou, todavia, ficaram suas realizações: Escritor, Poeta, Comentarista Político, titular do Blog www.jpfontoura.blogspot.com, desde 2010, conforme seu relato (10/10/2010). Deixa exemplos de honestidade, retidão em seus procedimentos, apego à família e extremamente dedicado ao seu trabalho, quando atuava, até se aposentar, no Departamento Municipal de Limpeza Urbana (DMLU), de Porto Alegre. Órfão desde os oito anos, soube enfrentar as adversidades da vida, com muita garra, tendo tido, até os 37 anos, apoio incondicional de seu pai Dorval Fontoura. Formou-se na Faculdade de Administração, tendo atingido todos os cargos possíveis, em sua carreira, no DMLU. Faleceu aos 78 anos, deixando a prantear-lhe Iolete Saraiva Fontoura, esposa em Segundas Núpcias, Maria Alice, filha do primeiro casamento com Elza, uma neta (filha de Maria Alice), enteados, primos, sobrinhos, cunhada, amigos e muitos parentes em várias partes do estado. Sentidos pêsames a toda a família de Delmar Joaquim Paim Fontoura. Do sobrinho, com quem tio Delmar mantinha permanente contato, Derli Baltasar Castagna Paim - São Leopoldo (Delmar era o irmão mais novo de meu pai Euclides)

      Excluir
  3. Nossas felicitações pelo transcurso de um ano de seu Blog O Portal. Nesse período, não perdi uma só postagem, lendo-as todas, embora por desídia ou por não ter um texto tão aprimorado como o seu, tenha deixado de comentar, de maneira que fechasse o ciclo Blogueiro/Seguidor/Blogueiro. Poucas vezes o fiz, todavia, com a sinceridade que me caracteriza. Um abração. Derli e Angelina Paim

    ResponderExcluir
  4. Márcia Barcellos da Cunha12 de outubro de 2011 11:37

    Sr. J. P. Fontoura,
    Parabéns pela feliz oportunidade de informar e iluminar! Parabéns pelo desempenho que nos têm a todos felicitado. Um abraço. Márcia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Última postagem de tio Delmar (Delmar Joaquim Paim Fontoura), em 12 de março/2014. Logo após esta data, foi internado no Hospital Mãe de Deus, vindo a falecer em 05 de abril de 2014, sepultado no Cemitério São Miguel e Almas, dia 6, domingo. Tio Delmar nos deixou, todavia, ficaram suas realizações: Escritor, Poeta, Comentarista Político, titular do Blog www.jpfontoura.blogspot.com, desde 2010, conforme seu relato (10/10/2010). Deixa exemplos de honestidade, retidão em seus procedimentos, apego à família e extremamente dedicado ao seu trabalho, quando atuava, até se aposentar, no Departamento Municipal de Limpeza Urbana (DMLU), de Porto Alegre. Órfão desde os oito anos, soube enfrentar as adversidades da vida, com muita garra, tendo tido, até os 37 anos, apoio incondicional de seu pai Dorval Fontoura. Formou-se na Faculdade de Administração, tendo atingido todos os cargos possíveis, em sua carreira, no DMLU. Faleceu aos 78 anos, deixando a prantear-lhe Iolete Saraiva Fontoura, esposa em Segundas Núpcias, Maria Alice, filha do primeiro casamento com Elza, uma neta (filha de Maria Alice), enteados, primos, sobrinhos, cunhada, amigos e muitos parentes em várias partes do estado. Sentidos pêsames a toda a família de Delmar Joaquim Paim Fontoura. Do sobrinho, com quem tio Delmar mantinha permanente contato, Derli Baltasar Castagna Paim - São Leopoldo (Delmar era o irmão mais novo de meu pai Euclides)

      Excluir
  5. Amado pai.
    Em ano de O Portal pude voltar no tempo e lembrar das nossas conversas sobre tudo,na minha infância e juventude.Que tempo bom aquele!
    Cada texto teu eu leio como uma aprendiz de "feiticeiro",pois muito do que sei e sou devo a ti.
    Continue a me ensinar a ser melhor, através da tua convivência e da tua sabedoria nos teus textos.
    TE AMO MUITO
    Maria Alice FONTOURA

    ResponderExcluir
  6. Márcia Barcellos da Cunha13 de outubro de 2011 18:17

    Alice,

    Que bela demonstração de amor e gratidão! Temos que forrar o coração de lata, para ler e não chorar...Lindo!!! Obrigada. Márcia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Última postagem de tio Delmar (Delmar Joaquim Paim Fontoura), em 12 de março/2014. Logo após esta data, foi internado no Hospital Mãe de Deus, vindo a falecer em 05 de abril de 2014, sepultado no Cemitério São Miguel e Almas, dia 6, domingo. Tio Delmar nos deixou, todavia, ficaram suas realizações: Escritor, Poeta, Comentarista Político, titular do Blog www.jpfontoura.blogspot.com, desde 2010, conforme seu relato (10/10/2010). Deixa exemplos de honestidade, retidão em seus procedimentos, apego à família e extremamente dedicado ao seu trabalho, quando atuava, até se aposentar, no Departamento Municipal de Limpeza Urbana (DMLU), de Porto Alegre. Órfão desde os oito anos, soube enfrentar as adversidades da vida, com muita garra, tendo tido, até os 37 anos, apoio incondicional de seu pai Dorval Fontoura. Formou-se na Faculdade de Administração, tendo atingido todos os cargos possíveis, em sua carreira, no DMLU. Faleceu aos 78 anos, deixando a prantear-lhe Iolete Saraiva Fontoura, esposa em Segundas Núpcias, Maria Alice, filha do primeiro casamento com Elza, uma neta (filha de Maria Alice), enteados, primos, sobrinhos, cunhada, amigos e muitos parentes em várias partes do estado. Sentidos pêsames a toda a família de Delmar Joaquim Paim Fontoura. Do sobrinho, com quem tio Delmar mantinha permanente contato, Derli Baltasar Castagna Paim - São Leopoldo (Delmar era o irmão mais novo de meu pai Euclides)

      Excluir