sábado, 7 de janeiro de 2012

Seres humanos!...

Origem comum do ser humano...
      
Seres humanos!... 

Brancos, Negros, Amarelos, Pardos?... Não!... Só seres humanos... ...Agora: “estratos sociais identificados e extratificados”... ...ah, isso sim!... ...Pois são os que compõem “faixas” da população passíveis de servirem como massa de manobra que o Petismo sempre usou e que, agora, o Neolulopetismo usa para seus objetivos escusos, como um de seus diversionismos políticos.

Essas são as tendências “escatológicas” (na acepção teológica), que a maioria dos políticos sempre exerceu, mas que o Neolulopetismo levou à perfeição maquiavélica no exercício político e na gestão pública para consolidar suas tendências a adquirir poderes irrestritos... ...tratam aqueles que extratificam como grupos descartáveis, logo ali, após as eleições...

Eis porque precisam da rotulação de: pobres, ricos, classe média, brancos, negros, pardos, elite, banqueiros, burgueses, pobres do Nordeste, elites do Sudeste e “olhos azuis”?... ...Esse é o ideário da pseudoideologia Neoluloptista: cruel, segregacionista, tendenciosa, separatista; com o nítido intuito de dividir o Povo em “castas”, pois eles sabem que: o que divide para o povo multiplica para eles!...



Delmar Fontoura.




4 comentários:

  1. Márcia Barcellos da Cunha9 de janeiro de 2012 06:07

    Delmar, a tão sonhada igualdade ainda é um sonho,infelizmente. Só na teoria existe, não? Abraços. Márcia

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. .
    .
    Amiga Márcia! Não sou um sonhador, sou um naturealista. Não espero da sociedade a perfeição, porque, do ponto de vista da natureza, entendo que ela já é perfeita (ler “A Perfeição” - 27/12/2011), mas exerço minha cidadania exigindo que o Estado cumpra seu papel de “normatizador” da sociedade. Portanto não posso admitir que ele próprio seja o precursor da desigualdade, muito menos que seus agentes a preguem em proveito próprio e escuso.

    Abraço amiga.

    ResponderExcluir
  4. Márcia Barcellos da Cunha10 de janeiro de 2012 05:48

    Delmar,
    Concordo plenamente com suas palavras. O HOMEM dotado de inteligência precisa desenvolver o culto da pureza possível, para chegar à perfeição. O antídoto do mal é a perseverança no bem.A sociedade precisa progredir, usar a capacidade de pensar para fazer opções corretas, promovendo a igualdade. Grande abraço. Márcia

    ResponderExcluir